Pesquisar neste blog

A principal fonte dos textos postados aqui é da Internet, meio de informação pública e muita coisa é publicada sem informações de Copyright, fonte, autor etc. Caso algum texto postado ou imagem não tenha sua devida informação ou indicação, será escrito (autoria desconhecida). Caso souberem, por favor, deixe um comentário indicando o ou no texto, ou caso reconheçam algum conteúdo protegido pelas leis de direitos autorais, por favor, avisar para que se possa retirá-lo do blog ou dar-lhe os devidos créditos. Se forem utilizar qualquer texto postado aqui, por favor, deem os devidos créditos aos seus autores. Obrigada!

Abençoados sejam todos!

12 de mar de 2011

Mitologia Azteca

(autoria desconhecida)

Os astecas foram um povo que habitou o centro-sul do México atual. Sua mitologia era rica em deuses e criaturas sobrenaturais. À maneira dos romanos, os astecas incorporavam à sua religião divindades de povos que conquistavam.
O povo asteca era politeísta, isto é, acreditavam em mais de um Deus, e algumas divindades eram elementos naturais com a água, a terra, o fogo, o vento e a lua. As divindades também eram atribuídas a coisas que lhes causavam medo.

O Mito da Criação:
Segundo um mito, no princípio, tudo era negro e morto. Os deuses se reuniram em Teotihuacán para discutir a quem caberia a missão de criar o mundo, tarefa que exigia que um deles teria que se jogar dentro de uma fogueira. O selecionado para esse sacrifício foi Tecuciztecatl. No momento fatídico, Tecuciztecatl retrocede ante o fogo; mas o segundo, um pequeno deus, humilde e pobre (usado como metáfora do povo asteca sobre suas origens), Nanahuatzin, se lança sem vacilar à fogueira, convertendo-se no Sol. Ao ver isto, o primeiro deus, sentindo coragem, decide jogar-se transformando-se na Lua.
Ainda assim, os dois astros continuam inertes e é indispensável alimentá-los para que se movam. Então outros deuses decidiram sacrificar-se e dar a "água preciosa", necessária para criar o sangue. Por isso se os homens são obrigados a recriar eternamente o sacrifício divino original.
Eles acreditavam que os deuses gostavam destes sacrifícios. Eles eram geralmente praticados com prisioneiros de guerras. Para eles era uma honra dar a vida por um deus.
Os astecas acreditavam que antes do presente existiam outros mundos: eram quatro sóis, cada um com um tipo de habitantes: gigantes, que morreram afogados; humanos que foram assomados por um grande vento, e então eles precisaram agarrar-se a árvores, transformando-se em macacos; humanos, que foram mortos em um grande incêndio; outros que foram extintos por uma chuva de sangue e fogo e nós, humanos atuais, que vamos acabar por motivo do Deus do sol que nos destruirá com uma chuva de fogo e lava. Então é isso.

Sacrifícios:
Os Astecas assim como outras civilizações da mesoamerica capturavam pessoas de tribos, aldeias ou ate mesmo de civilizações inimigas para o sacrifício. Geralmente eles chegavam às aldeias, cidades ou tribos no meio da noite ou no amanhecer bem cedo para atacar. Eles primeiramente entram em silêncio matam os animais, entram na cabana do chefe e em seguida o matam. Depois de matar o chefe inimigo eles atacam as outras pessoa que estão dormindo ou distraídas, os que resistiram levavam golpes na cabeça para ficarem inconscientes, logo em seguida eles pegaram outras pessoas para serem capturadas. Por último eles vendiam as mulheres, homens fracos e crianças para nobres e só os com saúde e fortes iriam para sacrifício.

Representação dos deuses
Era comum a representação de Deuses através de templos e obras gigantescas. Eles acreditavam que quanto maior a obra ou o templo maior era a adoração que esse Deus considerava. Para representar os Deuses também eram criadas máscaras e objetos de cerâmica. Todo o conhecimento religioso era registrado em livros chamados de Códices, uma espécie de bíblia asteca. Os códices também continham imagens que representavam os Deuses.

HORÓSCOPO ASTECA:
O Horóscopo asteca contém 20 signos, compreendidos em 365 dias, divididos em 18 meses, com 20 dias em cada mês. São muitos signos a mais, por isso a dificuldade de conhece-los é maior.
Os signos
Os signos podem ser categorizados em três grandes grupos.(Animais, objetos e fenômenos naturais.)
* Animais
Crocodilo , Lagarto, Serpente, Coelho, Veado, Cão, Macaco, Jaguar, Águia, Abutre.
* Objetos
Casa, Erva, Cana, Faca, Flor.
* Fenômenos Naturais
Vento, Morte, Água, Movimento, Chuva.
- Características
Crocodilo - Sinceros e amigos, valorizam mais o lado social.
Lagarto - A sinceridade é a sua principal virtude.
Serpente - A sorte é aliada dessas pessoas por isso são despreocupadas.
Coelho - São pessoas que colocam a sua própria felicidade em segundo lugar.
Veado - Orgulhosos. Nunca perderem a tolerância com os demais.
Cão - São pessoas agitadas, inconstantes, com predisposição à agressividade.
Macaco - São pessoas que estão em busca de um objetivo através do mínimo esforço.
Jaguar - Voluntariosos, demoram para firmar-se em um relacionamento.
Águia - Carinhosa e delicada, preservam uma postura solitária.
Abutre - Apreciam a rotina, a vida caseira e o convívio com amigos e familiares.
Casa - Sentimentos intensos, apaixonadas, impulsivas e aventureiras.
Erva - Comunicativos, amáveis e amigos, ás vezes inseguros nas relações emocionais.
Cana - Gratidão é a sua melhor qualidade.
Faca - Valorizam as conquistas da vida, apoio dos que o cercam.
Flor - Sensíveis, bom gosto, guardam sentimentos mais íntimos para si.
Vento - Podem dar a impressão de serem rudes e grosseiros, tal o grau de sua sensibilidade.
Morte - São admiráveis, temidos e incompreendidos por sua altivez descontrolada.
Água - carismática e dinâmica. De humor variável, dificulta o convívio em grupo.
Movimento - profissional ou emocionalmente, sempre à procura de novas propostas.
Chuva - Inteligentes e perspicazes, as conquistas profissionais são uma constante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário