Pesquisar neste blog

A principal fonte dos textos postados aqui é da Internet, meio de informação pública e muita coisa é publicada sem informações de Copyright, fonte, autor etc. Caso algum texto postado ou imagem não tenha sua devida informação ou indicação, será escrito (autoria desconhecida). Caso souberem, por favor, deixe um comentário indicando o ou no texto, ou caso reconheçam algum conteúdo protegido pelas leis de direitos autorais, por favor, avisar para que se possa retirá-lo do blog ou dar-lhe os devidos créditos. Se forem utilizar qualquer texto postado aqui, por favor, deem os devidos créditos aos seus autores. Obrigada!

Abençoados sejam todos!

11 de mar de 2011

Deusa Fulla (Volla)

A Deusa da Plenitude

Considerada a representação da abundância da terra fértil, Fulla era a acompanhante de Frigga (ou um de seus aspectos) que levava seu cofre com riquezas. Era descrita como uma mulher pálida, jovem, com longos cabelos dourados, presos nas têmporas por uma tiara de ouro. Irmã de Eir, a deusa da cura e padroeira das curandeiras, seu nome equivalia a “cheio, pleno”. Por isso, supôe-se que Fulla representasse a lua cheia, enquanto a deusa lunar Bil regia a lua crescente e a deusa Hel, a lua minguante e negra. Sendo acompanhante de Frigga, ela compartilhava de seus segredos e cuidava de suas coisas. Sob o nome de Abuntia e Haondia, ela sobreviveu na literatura medieval como sinônimo de abundância e “fada das riquezas” (cultuada pelas bruxas).
Fulla é considerada a guardiã dos “Minstérios Femininos”. A mulher pode pedir a ela que, da mesma maneira que abre o cofre de Frigga, ajude-a a ter acesso ao tesouro oculto, revelando todo seu potencial inato. Para invocar o poder de Fulla, eve-se antes refletir sobre o que se deseja descobrir ou revelar e qual a ajuda ou orientação específica que se deseja receber dela.
Elementos: terra, metais.Animais totêmicos: lebre, esquilo, vaca.Cores: verde, dourado, prateado.Árvores: frutíferas.Plantas: jacinto, mil-folhas, rododendro.Pedras: pedra-da-lua.Datas de celebração: 06/08, 31/12.Símbolos: jóias, pedras preciosas, ouro, cofre com moedas cornucópia, lua cheia, potes com mantimentos, vasilhas cheias, colheita, caixa de música, caixa de jóias.Runas: Feoh, Jera, Peorth, Berkana.Rituais: para atrair a abundância e realizar sua aspirações materiais materiais; para revelações e orientações; para desenvolver o potencial inato e latente.Palavras-chave: abundância (interna e externa).

Texto: Mirela Faur "Mistérios Nórdicos"

Nenhum comentário:

Postar um comentário