Pesquisar neste blog

A principal fonte dos textos postados aqui é da Internet, meio de informação pública e muita coisa é publicada sem informações de Copyright, fonte, autor etc. Caso algum texto postado ou imagem não tenha sua devida informação ou indicação, será escrito (autoria desconhecida). Caso souberem, por favor, deixe um comentário indicando o ou no texto, ou caso reconheçam algum conteúdo protegido pelas leis de direitos autorais, por favor, avisar para que se possa retirá-lo do blog ou dar-lhe os devidos créditos. Se forem utilizar qualquer texto postado aqui, por favor, deem os devidos créditos aos seus autores. Obrigada!

Abençoados sejam todos!

19 de abr de 2011

Deus Teutates

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Teutates, Toutatis ou Tutatis foi um deus celta cultuado na Gália antiga e na Britânia. Com base na etimologia de seu nome, tem sido amplamente interpretado ser um protetor tribal.[1] Hoje, é melhor conhecido sob o nome de Toutatis (pronunciado AFI: [towˈtaːtis] em gaulês[2]) através do slogan gaulês "Por Toutatis!", inventada pela história em quadrinhosAsterix de Goscinny e Uderzo. A ortografia Toutatis, entretanto, é autêntica e atestada por cerca de dez inscrições antigas.[3] Sob a ortografia Teutates, o deus também é conhecido de uma passagem em Lucano.

 

Evidência epigráfica

Teutates foi cultuado especialmente na Gália e na Britânia Romana. Inscrições dedicadas a ele tem sido recuperadas no Reino Unido, por exemplo essa em Cumberland Quarries (RIB 1017), dedicada a Júpiter Optimus Maximus e Marte Toutatis.[4] Duas dedicatórias foram encontradas em Noricum e Roma.[3] Uma outra inscrição encontrada em Galícia,[5]provavelmente também contém uma dedicatória a Teutatis.

 

Evidência na Farsália

Teutates foi um dos três deuses celtas mencionados pelo poeta romano Lucano no 1o. século D.C.,[6] os outros dois sendo Esus ("senhor") e Taranis ("trovejador"). De acordo com comentaristas recentes, as vítimas sacrificadas à Teutates eram assassinadas ao serem mergulhadas de cabeça para baixo em um tonel preenchido com um líquido não-específico. Acadêmicos dos dias atuais frequentemente falam de‘os toutates’ como plural, referindo-se respectivamente aos patronos de várias tribos.[1] De dois recentes comentaristas sobre o texto de Lucano, um identifica Teutates com Mercúrio, o outro com Marte (mitologia).

 

Etimologia

‘Teutates’ é amplamente pensado ser derivado do proto-céltico *teutā- significando ‘povo’ ou ‘tribo’.[7] O proto-céltico eu geralmente deslocado para ou antes do segundo século A.C..[2]Tem sido sugerido que o nome significa ‘pai da tribo’.[7][8]

 

Sincretismo

Como notado acima, entre uma dupla de revisores recentes do trabalho de Lucano, um identifica Teutates com Mercúrio e Esus com Marte (mitologia). Nos tempos o gaulês “Mercúrio” pode ter a característica de um guerreiro, enquanto o “Marte (mitologia)” gaulês podem agir como um deus de proteção ou cura.

Paul-Marie Duval argumente que cada tribo teve seu próprio toutatis; ele considera, mais profundamente, o Marte gaulês como o produto de sincretismo com o toutates celta, notando o grande número de epítetos nativos sob os quais Marte foi cultuado.[1]

Nenhum comentário:

Postar um comentário