Pesquisar neste blog

A principal fonte dos textos postados aqui é da Internet, meio de informação pública e muita coisa é publicada sem informações de Copyright, fonte, autor etc. Caso algum texto postado ou imagem não tenha sua devida informação ou indicação, será escrito (autoria desconhecida). Caso souberem, por favor, deixe um comentário indicando o ou no texto, ou caso reconheçam algum conteúdo protegido pelas leis de direitos autorais, por favor, avisar para que se possa retirá-lo do blog ou dar-lhe os devidos créditos. Se forem utilizar qualquer texto postado aqui, por favor, deem os devidos créditos aos seus autores. Obrigada!

Abençoados sejam todos!

4 de abr de 2011

Festival de Kwan Yin


Todo ano, neste dia, Kuan Yin ( a poderosa deusa chinesa da cura piedade, compaixão e perdão) é invocada para proteção, amor , piedade e sabedoria.
Oferendas de incenso e velas cor de violeta são colocadas em seu altar, com pedaços enrolados de papel de arroz nos quais se escrevem desejos variados.
Mestra Kwan Yin, também conhecida como Deusa da Misericórdia, representa a grande força da Mãe Universal no Oriente - assim como Mãe Maria, no Ocidente.
Antes de Saint Germain, era ela a Chohan do Sétimo Raio.
Hoje, sustenta os atributos do Raio Lilás (violeta e rosa) do perdão e da misericórdia divina, irradiado de seu Templo da Misericórdia sobre Pequim, na China.
São ilimitados o seu amor e compaixão pelos homens.
A Deusa da Misericórdia, que é mediadora do Conselho Cármico, está sempre pronta a atender os desejos dos seres humanos, concedendo-lhes mais auxílio do que em verdade merecem.
O Raio Lilás ampara os seres que transgrediram gravemente as leis universais e não conseguem suportar os retornos cármicos, necessitando de uma energia mediadora ou intercessora entre o mundo das criações e a Grande Lei.
Kwan Yin já era conhecida no Extremo Oriente antes do advento do Budismo.
Dentre suas várias encarnações na China, a mais conhecida foi como filha do Imperador Miao Chuang Wang da Dinastia Chou, 700 a.C. Diz a lenda que ela foi condenada à morte pelo próprio pai. Primeiro tentaram decapitá-la, mas a espada usada na execução quebrou-se em mil pedaços. Depois, ao tentarem asfixiá-la, sua alma desceu ao inferno por alguns instantes e transformou-o em paraíso. Ela é hoje a madrinha da nação chinesa.
Kwan Yin fez o voto de "bodhisattva", que significa "buda de compaixão", e comprometeu-se a trabalhar pela evolução do planeta e do Sistema Solar.
É o complemento divino ou contraparte feminina do Senhor Maitreya e invocada, no Oriente, pelos devotos por meio do mantra OM MANI PADME HUM.

Decreto do perdão (1)
EU SOU a lei do perdão e a chama consumidora de todo erro que cometi.

Decreto do perdão (2)
EU SOU o perdão a atuar aqui. Todas as dúvidas e medos expulsando. Libertando os homens para sempre. Com asas de cósmica vitória. Com pleno poder eu invoco o perdão a toda hora. A toda vida e em qualquer parte. Eu inundo com a graça do perdão.

Invocação à Chama da Misericórdia
Chama Violeta, misericórdia profunda Desce às almas que contigo estão Limpa, clareia, liberta a todos. Na misericórdia da vossa ascensão.

Invocação do perdão e da misericórdia individual
Bem-amada Presença EU SOU em mim
Bem-amada Kwan Yin
Com o meu completo arrependimento
Aceite do mais profundo do meu coração
O verdadeiro perdão libertador
Eu entrego agora  a Kwan Yin
Toda a minha ingratidão
As condições por mim impostas a (nome da pessoa)
As condições por ele(a) impostas à minha pessoa
As condições por nós impostas a terceiros
Que não estejam de acordo com a lei pura da Deusa
Eu peço a transmutação pela misericórdia da Chama Violeta
(repetir 70 vezes durante 7 dias)

fonte: http://mirhyamcanto.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário