Pesquisar neste blog

A principal fonte dos textos postados aqui é da Internet, meio de informação pública e muita coisa é publicada sem informações de Copyright, fonte, autor etc. Caso algum texto postado ou imagem não tenha sua devida informação ou indicação, será escrito (autoria desconhecida). Caso souberem, por favor, deixe um comentário indicando o ou no texto, ou caso reconheçam algum conteúdo protegido pelas leis de direitos autorais, por favor, avisar para que se possa retirá-lo do blog ou dar-lhe os devidos créditos. Se forem utilizar qualquer texto postado aqui, por favor, deem os devidos créditos aos seus autores. Obrigada!

Abençoados sejam todos!

29 de mai de 2011

Deusa Prosérpina

FESTIVAL DE PROSÉRPINA
Este festival romano homenageia a Rainha do Submundo.
Esta deusa ajuda a despertar um tesouro oculto nas profundezas do espírito.
Acenda uma vela e cerque-a com pedras negras, fazendo um círculo.
Peça a Prosérpina para trazer à tona essa parte luminosa e adormecida de sua alma. Enquanto faz o pedido, vá retirando as pedras uma a uma.
Deusa da agricultura, na mitologia romana, filha de Júpiter e de Ceres, foi raptada por Plutão, enquanto colhia flores.
Plutão, deus do mundo dos mortos, levou-a para os infernos, de que veio a ser rainha, fazendo dela sua mulher, de quem teve as Fúrias:
Fúrias eram divindades infernais, do ódio, da vingança e da justiça.
Monstros da vingança dos deuses,eram virgens caçadoras, de asas rápidas e fisionomia terrível.
Eram três: Megera, Tisífone e Alecto.
A primeira, personificava a inveja e o ódio, perseguia os culpados e semeava a discórdia entre eles; a segunda, armada de um chicote, açoitava-os; e a terceira, a mais terrível, personificava a cruel vingança.
São elas o símbolo do remorso, que corrói o coração dos culpados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário