Pesquisar neste blog

A principal fonte dos textos postados aqui é da Internet, meio de informação pública e muita coisa é publicada sem informações de Copyright, fonte, autor etc. Caso algum texto postado ou imagem não tenha sua devida informação ou indicação, será escrito (autoria desconhecida). Caso souberem, por favor, deixe um comentário indicando o ou no texto, ou caso reconheçam algum conteúdo protegido pelas leis de direitos autorais, por favor, avisar para que se possa retirá-lo do blog ou dar-lhe os devidos créditos. Se forem utilizar qualquer texto postado aqui, por favor, deem os devidos créditos aos seus autores. Obrigada!

Abençoados sejam todos!

29 de jul de 2011

O Fio de Aracne

 

Aracne é uma jovem mortal que ao desafiar a Deusa Atena, foi transformada num aracnídeo.

Talvez por isso, a história do mito de Aracne, evoque a fragilidade de uma aparência ilusória, enganadora.

De acordo com a lenda, Atena é a Deusa da Razão Superior. É mestra e patrona da arte da tecelagem. Enquanto que Aracne, é exímia nessa arte. E orgulhosa disso, chama a Deusa para uma competição pois acredita mesmo que pode vencer uma divindade.

Atena aceita o desafio e borda os 12 deuses do Olimpo em toda sua majestade. E Aracne, borda os amores dos deuses por mortais.

O tema da sua concorrente despertou a ira em Atena, que num golpe rasgou o trabalho de Aracne. Esta, envergonhada, se enforca.

Mas Atena, compadecida do mal que lhe causara, poupa-lhe a vida. Transforma Aracne numa aranha, cuja espécie, aracnídeo, guarda até hoje seu nome. Ela fica viva, mas suspensa pelos fios da teia que ela mesmo teceu.

Nos tempos remotos, a Aranha surgiu como uma divindade lunar dedicada à fiação e à tecelagem. Seu fio lembra o fio das Parcas Romanas que decidiam o curso da vida humana.

Medite sobre as atitudes impensadas e demonstrações de falso orgulho. Bom também para avaliar padrões em sua vida que lhe tragam visões distorcidas da realidade. Visualize então novas formas criativas para alterar esses padrões. Tenha como exemplo a paciência e habilidade com que a aranha tece sua teia. Ela não se enreda em nós e nem aperta ou deixa frouxo demais os fios.

fonte: Agenda Esotérica

Nenhum comentário:

Postar um comentário