Pesquisar neste blog

A principal fonte dos textos postados aqui é da Internet, meio de informação pública e muita coisa é publicada sem informações de Copyright, fonte, autor etc. Caso algum texto postado ou imagem não tenha sua devida informação ou indicação, será escrito (autoria desconhecida). Caso souberem, por favor, deixe um comentário indicando o ou no texto, ou caso reconheçam algum conteúdo protegido pelas leis de direitos autorais, por favor, avisar para que se possa retirá-lo do blog ou dar-lhe os devidos créditos. Se forem utilizar qualquer texto postado aqui, por favor, deem os devidos créditos aos seus autores. Obrigada!

Abençoados sejam todos!

12 de jul de 2011

Tesmoforia

Renovação da vida.

O Festival de Tesmoforia é um culto muito antigo de origem neolítica.
Havia a primeira manifestação humana religiosa baseada na mulher, associando esta à natureza, ao poder de dar a vida. Foi durante esse período que surgiu a prática da agricultura e a domesticação dos animais. Os povos começaram a fixar moradia e a se agregar em aldeias.
Esse culto era celebrado em favor da colheita dos cereais e de oferendas de leitões. Foi depois perpetuado no culto a Ísis e posteriormente, no culto a Deméter.
Quando à época de Deméter, o culto tinha a duração de três dias e representava a busca, a espera e o encontro com sua filha Perséfone que fora levada pra o submundo por Hades.
No primeiro dia as sacerdotisas vestidas com túnicas vermelhas desciam para o altar de Deméter, localizado numa gruta. Elas levavam leitões como oferendas à Deusa, que eram deixados nas fendas da gruta. Era um ritual perigoso pois nessas fendas existiam serpentes que se alimentavam das oferendas. E as sacerdotisas tinham que levar à superfície os restos das oferendas do ano anterior.
No segundo dia todos faziam jejum numa evocação à Deméter, pela dor e prostração sentida com o desaparecimento da filha. Alguns prisioneiros eram libertados e julgamentos suspensos nesse dia. Invocava-se a justiça divina para todos que haviam transgredido as leis.
O terceiro e último dia é a fase que celebra o reencontro das duas deusas e a criação do eterno ciclo. É o dia dedicado ao plantio de tudo o que fora retirado da terra. Desde os restos das oferendas à sementes e pinhas. Era uma espécie de fertilização mágica realizada pelas mulheres.
A palavra Tesmoforia significa estabelecimento das leis ou da instituição sagrada. Deméter era reverenciada como a Legisladora, a Guardiã da Lei.
Se tiver perdido algo que deseja recuperar, peça ajuda a esta deusa e nos próximos três dias mentalize a energia de cada um deles em benefício próprio. A mensagem desse ritual é de renovação de partes de sua vida que não estão lhe fazendo feliz.

fonte: Agenda Esotérica

Nenhum comentário:

Postar um comentário