Pesquisar neste blog

A principal fonte dos textos postados aqui é da Internet, meio de informação pública e muita coisa é publicada sem informações de Copyright, fonte, autor etc. Caso algum texto postado ou imagem não tenha sua devida informação ou indicação, será escrito (autoria desconhecida). Caso souberem, por favor, deixe um comentário indicando o ou no texto, ou caso reconheçam algum conteúdo protegido pelas leis de direitos autorais, por favor, avisar para que se possa retirá-lo do blog ou dar-lhe os devidos créditos. Se forem utilizar qualquer texto postado aqui, por favor, deem os devidos créditos aos seus autores. Obrigada!

Abençoados sejam todos!

27 de ago de 2011

Deusa Bau

Deusa do Céu.

Na Babilônia reverenciava-se a Deusa Bau, deusa do Céu, da Terra e do mundo subterrâneo. Ela era mãe de Ea, o deus das Águas.
O Termo Ba significa “dar, oferecer, repartir”. E a letra U, significa capim, pasto que implica em generosidade de alimentos para o homem primitivo
Conta a mitologia, que Bau era a Mãe Primordial na Babilônia e na Fenícia. Ela era descrita como a criadora de todos os seres vivos. Tempos depois, teria sido fragmentada em outras deusas das quais apenas uma continuou sendo cultuada como Deusa Mãe, a deusa Gula. Essa Deusa era detentora do poder de sustentar a vida, de provocar ou curar doenças. A fornecedora de alimentos e da boa colheita.
Ela também foi Baba, a parteira, a que ajuda a trazer a vida ao mundo.

texto e fonte: Agenda Esotérica

Nenhum comentário:

Postar um comentário