Pesquisar neste blog

Carregando...

A principal fonte dos textos postados aqui é da Internet, meio de informação pública e muita coisa é publicada sem informações de Copyright, fonte, autor etc. Caso algum texto postado ou imagem não tenha sua devida informação ou indicação, será escrito (autoria desconhecida). Caso souberem, por favor, deixe um comentário indicando o ou no texto, ou caso reconheçam algum conteúdo protegido pelas leis de direitos autorais, por favor, avisar para que se possa retirá-lo do blog ou dar-lhe os devidos créditos. Se forem utilizar qualquer texto postado aqui, por favor, deem os devidos créditos aos seus autores. Obrigada!

Abençoados sejam todos!

8 de out de 2011

Deusa Ostera

(autoria desconhecida)

Deusa Ostera, a Deusa da Fertilidade:

Ostera tinha uma especial afeição por crianças. Onde quer que ela fosse, elas a seguiam e a deusa adorava cantar e entretê-las com sua magia. Um dia, Ostera estava sentada em um jardim com crianças quando um amável pássaro voou sobre elas e pousou na mão da Deusa. Ao dizer algumas palavras mágicas, o pássaro se transformou no animal favorito de Eostre, uma lebre. Isto encantou as crianças.

Com o passar dos meses, elas repararam que a lebre não estava feliz com a transformação porque não podia mais cantar e tão pouco voar. Então as crianças pediram a Ostera que revertesse o encantamento e ela tentou de todas as formas, mas não conseguiu desfazer o encanto. A magia já estava feita e nada poderia revertê-la.

Mas na primavera seguinte, Ostera decidiu tentar devolver a alegria da pequena Lebre pelo menos durante a estação das flores e assim aconteceu. A lebre transformou-se em pássaro e de tão feliz que estava que botou ovos em homenagem a Deusa.

Para celebrar a liberdade da ave, às crianças que tinham feito tal pedido a Deusa, pintaram  os ovos do pássaro e distribuiu para os parentes e amigos numa gentil tentativa de mostrar as pessoas que não devemos interferir junto as coisas da natureza.

Essa é apenas uma das lendas da Deusa Ostera, existem muitas outras, embora o sentido de todas elas sejam exatamente a mesma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário