Pesquisar neste blog

A principal fonte dos textos postados aqui é da Internet, meio de informação pública e muita coisa é publicada sem informações de Copyright, fonte, autor etc. Caso algum texto postado ou imagem não tenha sua devida informação ou indicação, será escrito (autoria desconhecida). Caso souberem, por favor, deixe um comentário indicando o ou no texto, ou caso reconheçam algum conteúdo protegido pelas leis de direitos autorais, por favor, avisar para que se possa retirá-lo do blog ou dar-lhe os devidos créditos. Se forem utilizar qualquer texto postado aqui, por favor, deem os devidos créditos aos seus autores. Obrigada!

Abençoados sejam todos!

4 de mar de 2011

Deusa Lakshmi

Artigo de Mônica Buonfoglio

Para o Tantra Yoga, o aspecto masculino divino é chamado Vishnu e sua força é a mantenedora da existência. Lakshmi é a contraparte feminina de Vishnu e essa pode ser visualizada nas cores branca ou vermelha. Esta divindade pode assumir várias formas, podendo inclusive, multiplicar-se em diferentes mulheres para seu marido. O Tantra ensina uma visualização para o casal antes do ato de amor: "imagine-se em um jardim com árvores, plantas e flores que exalam perfumes agradáveis. Visualize Vishnu repousando sob uma flor de lótus vermelha (sentimento erótico). Ele é um lindo jovem que exala um doce perfume e segura vários objetos, entre eles uma concha, um taco, o arco e um disco. Seus olhos estão observando sua consorte Lakshmi, que o está abraçando amorosamente. Ao redor deles, lindas mulheres (as várias formas de Lakshmi) com coxas, quadris e seios fartos estão sorrindo e movendo-se voluptuosamente, formando com as mãos, pequenos gestos em forma de lótus. Os lábios delas estão entreabertos, mas estas permanecem silenciosas, expressando apenas o sentimento de paixão. Tanto suas roupas como os cabelos estão desalinhados, num erotismo repleto de prazer".

Esta visualização faz com que circule nos corpos dos amantes uma poderosa energia de prazer, pois este pensamento erótico acelera a respiração e consequentemente as batidas cardíacas, aumentando o fluxo de energia.

Por isso, é importante que a mulher libere as diferentes formas de Lakshmi: moça, amante, esposa, virgem ou prostituta, para ocorrer o aumento da vitalidade sexual e uma mudança de energia biológica e psicológica. Ao expandir a consciência, é possível desdobrar-se em várias mulheres (ou almas, conforme o Tantra), mostrando ao seu parceiro que é dotada de grande desejo para vitalizar o relacionamento. Os dois deuses Vishnu e Lakshmi regem o sentimento erótico, além de governar o elemento água. A mitologia hindu revela que desta união nasceu Kama é extremamente belo, retratado como um lindo pássaro (muito parecido com o cupido). Em algumas ocasiões, é reverenciado durante o ato de amor.

Kama, portanto, é a evocação dos corações de quem ama. Sutra é a melodia do amor, a música. Lembremos, portanto, do livro Kama Sutra e das várias posições do jogo de amor. O impulso emocional (e a imaginação) rompe a barreira da convenção imposta no ocidente.

Para o Tantra, toda mulher tem a capacidade de imaginar-se como diferentes amantes e assim, explorar seu potencial erótico.

fonte: http://bruxataroecia.spaces.live.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário