Pesquisar neste blog

A principal fonte dos textos postados aqui é da Internet, meio de informação pública e muita coisa é publicada sem informações de Copyright, fonte, autor etc. Caso algum texto postado ou imagem não tenha sua devida informação ou indicação, será escrito (autoria desconhecida). Caso souberem, por favor, deixe um comentário indicando o ou no texto, ou caso reconheçam algum conteúdo protegido pelas leis de direitos autorais, por favor, avisar para que se possa retirá-lo do blog ou dar-lhe os devidos créditos. Se forem utilizar qualquer texto postado aqui, por favor, deem os devidos créditos aos seus autores. Obrigada!

Abençoados sejam todos!

29 de abr de 2011

Glossário Grego (A)

(autoria desconhecida)

AMALTÉIA: Nome da cabra que amamentou Zeus enquanto este, ainda bebê, estava aos cuidados das Ninfas. Mais tarde Zeus corta um dos chifres da cabra e entrega-o às Ninfas em agradecimento. Este chifre fica conhecido como Cornucópia (ou Chifre da Abundância ou Corno da Abundância) - uma fonte inesgotável de comida e/ou riquezas. A cornucópia tornou-se o símbolo universal de fartura e abundância.A cabra Amaltéia foi, depois, colocada no céu como uma constelação.

AQUERONTE: Um dos cinco rios do Hades. Era filho do Sol e de Gaia, a Terra. Durante a guerra dos deuses contra os Titãs, Aqueronte deu água para matar a sede dos Titãs. Zeus, então, lançou-o no Hades, transformado em um rio. Suas águas são sujas, lodosas, lamacentas e borbulhantes. Segundo algumas versões, o Aqueronte é o rio que as almas dos mortos têm de cruzar no barco de Caronte quando chegam ao Hades. Outras fontes dizem que tal rio é o Estige.

AQUILES: Filho de Peleu (rei da Ftia, na Tessália) e da Nereida Tétis. Tão logo nasce Aquiles, Tétis mergulha-o no rio Estige para conferir-lhe invulnerabilidade. Contudo, ao mergulhar o menino, Tétis segura-o pelo calcanhar que, não tendo sido banhado pelas águas, fica sendo o único ponto vulnerável do corpo de Aquiles. Por volta de seis anos de idade, Aquiles recebe como tutor Fênix, filho do príncipe dos Dólopes, que se encontra refugiado na corte de Peleu. Aos nove anos, Aquiles é confiado ao centauro Quirão para completar a sua educação. Quirão ensina-lhe ciências, música e a arte da guerra. Aquiles é alimentado com entranhas de tigres e corações de leões e de javalis para tornar-se valente. Por ocasião da Guerra de Tróia, um oráculo prediz que Tróia só será vencida se Aquiles participar da guerra, mas que ele também morrerá no campo de batalha. Tétis fica preocupada e pergunta ao filho o que ele prefere, uma vida longa e segura, mas anônima ou uma vida curta, mas gloriosa. Aquiles opta pela segunda. Tétis não se conforma em perder o filho e esconde-o na corte de Licomedes, rei de Ciros, onde Aquiles fica durante anos disfarçado de mulher. Depois de longo cerco a Tróia sem conseguir vencê-la, os gregos lembram-se do oráculo sobre Aquiles e decidem enviar Odisseus à procura do jovem. Odisseus chega à corte de Licomedes disfarçado de mercador, trazendo cestos cheios de tecidos e perfumes e convida as filhas de Licomedes para examinarem a mercadoria. Com as donzelas, vem também Aquiles. Contudo, o esperto Odisseus escondera entre os tecidos uma belíssima espada. Aqules vai direto para a arma, pega-a e maneja-a com destreza, para assombro de todos. O disfarce está desfeito. Aquiles é convidado para ir para Tróia. Sem poder mais impedi-lo, sua mãe pede a Hefestos que prepare para o filho armas dignas dos deuses e uma armadura reluzente. Com a ajuda de Aquiles, Tróia é vencida e o herói é morto, por Páris, com uma flechada no calcanhar, seu único ponto vulnerável.

ARGONAUTAS: Nome com que ficou conhecida a tripulação do navio Argo. O Argo é construído para Jasão, que reúne um grupo de heróis (entre eles, Héracles, Teseu e o Deus da Medicina, Esculápio) e parte para a Cólquida em busca do Velo de Ouro.

ATLAS: Titã, filho de Iápeto e Clímene, irmão de Prometeu, de Epimeteu e de Menécio. Uma versão diz que, por ter participado da Guerra dos Titãs contra os deuses olímpicos, Zeus o condena a suportar o peso dos céus nos ombros. Para isto, o Titã é colocado no monte Atlas, na África. Outra versão diz que ele era o dono do Jardim das Hespérides (jardim das maçãs de ouro) e que, visitado por Perseu, recusou-lhe hospitalidade, pois um oráculo havia-lhe dito para não confiar nos filhos de Zeus. Zangado, Perseu roubou-lhe os pomos de ouro e mostrou-lhe a cabeça da Medusa, transformando-o em pedra: uma montanha de pedra que recebeu o seu nome - Atlas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário