Pesquisar neste blog

A principal fonte dos textos postados aqui é da Internet, meio de informação pública e muita coisa é publicada sem informações de Copyright, fonte, autor etc. Caso algum texto postado ou imagem não tenha sua devida informação ou indicação, será escrito (autoria desconhecida). Caso souberem, por favor, deixe um comentário indicando o ou no texto, ou caso reconheçam algum conteúdo protegido pelas leis de direitos autorais, por favor, avisar para que se possa retirá-lo do blog ou dar-lhe os devidos créditos. Se forem utilizar qualquer texto postado aqui, por favor, deem os devidos créditos aos seus autores. Obrigada!

Abençoados sejam todos!

27 de ago de 2011

Deusa Cibele

Cibele e Attis.

Celebra-se a Deusa Cibele, a Grande Mãe, deusa da Vegetação e da Fertilidade.

Seu culto teve origem na Frigia, em Anatólia.

Cibele era representada como uma mulher madura, coroada de flores e espigas de cereais. Também vestida com uma túnica multicolorida e carregando um molho de chaves na mão.

Em algumas representações, ela está cercada por leões ou segurando nas mãos várias serpentes.

De acordo com a lenda, Cibele se apaixonou por Attis. Mas ele a traiu e sem perdão, a deusa o castigou deixando-o louco. Em uma de suas loucuras, Attis mutilou a si próprio sangrando até morrer. No entanto, Cibele ficou condoída com sua morte e resolveu transformá-lo num pinheiro e de seu sangue nasceram violetas.

O templo de Cibele, que existia em Roma, foi transformado na Basílica de São Pedro. Isso aconteceu no século VI quando uma seita de cristãos montanheses que veneravam ainda a Deusa e admitiam mulheres como sacerdotes, foi declarada herética. A seita foi abolida e seus seguidores queimados vivos.

texto e fonte: Agenda Esotérica

Nenhum comentário:

Postar um comentário